Todos temos um lugar, uma personalidade e um viver no caminho para a morte.
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

 

     Todos, no dia-a-dia, vamos pouco a pouco, sem darmos por isso, cavando a nossa sepultura, às vezes também a de mais alguém ...

     Quando se é poeta da tristeza, da angústia, da amargura, do desespero, do sofrer em geral, isto é, quando se tem alma bastante sensível para tais estados interiores, mais depressa se vai cavando em geral a respectiva sepultura.

     A sepultura vai-se cavando enquanto se vive, até que por fim, ao fechar-se de todo a porta da vida, se fecha também a sepultura, irreversivelmente.

     E, ao caminhar-se para lá, o que entristece, angustia, desespera, atemoriza até, é não se saber o que está para lá deste mar da vida, em que nos vamos afogando, sepultando ...

     Resta  poder ter-se aquele vapor de esperança, a que se chama fé, de haver lá algo que nos compense, ou recompense, do sofrer por cá, absolvendo os merecedores e condenando os imerecedores.

 

 

 

                             

                      Cavo

           a minha sepultura

 

 

Cavo da alma e corpo a terra, dura,

pensamento por enxada, escura,

tristeza a semear, como cultura,

sem choro a regar, já seco em fundura,

 

e o fruto, a sazonar em negrura,

é sem sumo e só sabe a amargura,

e tanto que em mim tal sabor perdura,

qual infinda desértica lonjura,

 

e se amargo é meu viver e sem cura,

perpétua prisão que, subtil, tortura,

ando a cavar a minha sepultura,

 

ante o Demo, negra e córnea figura,

ou a Morte, de negra vestidura.

Valha-me Deus, que aos fracos não descura.

 

 

 

(Poema meu.)

 

 

                                                                   Mírtilo

 

 

                                    

  

publicado por Mírtilo MR às 22:49


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

VAMOS CAVANDO A SEPULTURA

Últ. comentários
Caro Amigo:É já tarde que venho responder ao seu c...
Caro amigo, embora tardiamente, quase tudo se sabe...
Poetaporkedeusker:Grato pela visita a esta «sepulc...
MírtiloE se eu te disser que também tenho medo des...
Esqueci-me de dizer duas coisas... ainda estou "a ...
:) entendo, Poeta. Mas eu penso que quero e posso ...
Poeta, é bem verdade! Todos nós vamos cavando as n...
Maria Luísa:Os meus agradecimentos pelas tuas vári...
Poetaporkedeusker:O meu agradecimento, muito atras...
MírtiloTe continuo esperandoE vou sempre esperar!B...
favoritos

PEDAGOGIA DO AFETO

links